learnex

Janet Zimmermann

JANET ZIMMERMANN

 

Autora do livro Pétalas secretas (Patuá, 2016), Janet Zimmermann (Janete Izabel Zimmermann Teixeira) nasceu em Catuípe (RS) e mora em Campo Grande (MS). É calígrafa, poeta e colunista. Em 2013 publicou Asas de JIZ, seu primeiro livro de poemas. Em 2015 participou da Antologia Poética Sobre Lagartas e Borboletas em prol da ONG Mano Down (livro e e-book). Está em As Mulheres Poetas na Literatura Brasileira, projeto do poeta Rubens Jardim, e nas listas Poetas do Rio Grande do Sul e Poetas do Mato Grosso do Sul do portal de Poesia Ibero-Americana Antonio Miranda. É filiada à União Brasileira de Escritores do Mato Grosso do Sul - UBE/MS.

 

Contatos:

 


Conheça 5 poemas do livro Pétalas secretas, de Janet Zimmermann:

 

 

a primeira



E tudo era nada
e o nada era trevoso.
E a treva, num súbito suave
pariu a estrela vertiginosa.
E a refulgência foi feita.
E era boa. E era bela.
Recendia primavera.
E o verbo chamou, à lux, rosa.
Foi a primeira Poesia.




***


flor da guarda - II

 

Quando a alma viaja
por saudade por vento morte
ou por outro motivo deveras forte
seu envoltório vira hospedaria
de fantasmas...

E quando num suspiro fundo
a vida volta ao seu mundo
por segundos estranha
as próprias entranhas...

Não fosse a fiel guardiã
armada de Fé até os espinhos
não haveria na casa própria
lugar à própria alma
nem nova luminosa manhã...

Por isso, caríssimos,
velemos a bela que nos vela!


***


e canto com a fonte enquanto guardo-sóis de ontem
Para Tito Leite

 

A flor do dia
aguarda a guarda do vento
passar em câmera lenta...

Eu que ainda guardo-sóis
do século passado,
guardo-me de reclamar
do nublado.

Antes, agradeço a água viva
que se avoluma cristalina
nos depósitos naturais...

E canto
com as gotas suicidas,
segredos da Fonte.



***


minhas pedrinhas de joão e maria



Telhas d’água cobrem casas
copas, vagas, matas.
Dos poucos vãos que restam,
réstias beijam testas.

E, no palheiro da imensidade,
continuo a procura do pássaro perdido.
Perco-me como já perdi o chão tantas vezes.
Mas ouso adiante ir, porque é busca
de uma vida...

As margaridas silvestres da beira da esteira,
semeei-as para marcar o caminho da volta.
Talvez eu retorne pelo cheiro do ouro vivo,
talvez pelo brilho das estrelas rasteiras.



***


silentium

Para Rubens Jardim


Nem sol
nem céu
no seu dia
:
Apenas um vel
cro na boca
da Poesia.




 

 

Livro: Pétalas secretas

Autor:
Janet Zimmermann

Gênero:
Poesia

Número de Páginas:
100

Formato:
14x21

ISBN:
978-85-8297-338-7

Preço:
R$ 38,00 + frete