learnex

Patrick Holloway

PATRICK HOLLOWAY

 

Autor do livro de poemas When now era antes (Patuá, 2016), Patrick Holloway é um escritor irlandês, além de professor e tradutor. Com mestrado em Escrita Criativa pela Universidade de Glasgow e doutorado em Escrita Criativa pela PUCRS, seus contos e poemas já foram publicados em várias revistas em muitos países. Ele foi finalista e ganhou diversos prêmios literários da Irlanda, Inglaterra, Estados Unidos e Austrália.

 

 

 

Contatos:

 

 

Conheça 4 poemas do livro When now era antes, de Patrick Holloway:

 

 

Nothing Else


I cried the whole way home,
wiping my tired eyes to try
and see the road.

I tried to pretend you were
sitting next to me,
sleeping while I drove
but my imagination
failed me. Just

emptiness.

I saw a bluebird fly through
the sky like a whistle of happiness.

I drove past a dog stretching into life.

I drove down that hill we had driven up
an hour before, and saw the fields of poppies
lighting up a life.

I saw the aching trees' branches rustle
as if god was brushing his fingertips
through the leaves.

I could see the cliffs kissing the ocean.

And still I knew that there was nothing else.


***


Nada Mais


Eu chorei todo o caminho para casa,
secando meus olhos cansados
para enxergar a estrada.

Eu tentei fingir que tu estavas
sentada ao meu lado,
dormindo enquanto eu dirigia,
mas minha imaginação
me falhou. Apenas

vazio.

Eu vi um bluebird cruzar
o céu como um apito de felicidade.

Eu passei por um cachorro esticando-se para vida.

Eu desci aquele morro que nós tínhamos subido
uma hora antes, e vi os campos de papoulas
iluminando uma vida.

Eu vi os galhos sofridos mexendo-se
como se deus estivesse passando as
pontas dos seus dedos pelas folhas.

Eu podia ver os penhascos beijando o mar.

E ainda eu sabia que não havia nada mais.



***



Who Eu Sou?


Quem sou eu?
A mix of father’s readings
with the beating of a Houlihan
heart. Tears taught to fall
when tears need to
fall. A symbol that words
are powerful.

Who am I?
Uma boca vazia, uma
língua sem uma língua.
Uma criança chorando com sons
cheios de vogais.
Momentos e momentos de
inalando e exalando.

Quem sou eu?
Ungrown hands playing with
building blocks, the A’s and B’s
and C’s. A toddler with my sister’s
guidance to draw within the lines.
All picture no sound.

Who am I?
Mãos grandes e uma aliança,
brincando com verbos e adjetivos,
provando os sons nos meus dentes;
cuspindo fracassos e erros.

Quem sou eu?
Stuck in between being
and unbeing; entre um
pensamento e uma opinião,
entre pensando e falando. Stuck
like a cat
up
a tree.



***


Conversations With Myself

Se tu pudesses…
stop. Não vale a
pena. Deixa a terra
ser; permite aos
vermes apenas
descansar.
Mas, se tu tivesses…
não, agora não,
não com o sol
brilhando, não
com sua cara no
meu travesseiro.
Se tu nunca encontrasses…
mais tarde! Vamos falar
sobre isso mais tarde. Minha
mente está pesada e meu
coração está no lugar do meu
estômago. And I can’t
breathe.
Imagina se tu…
Chega! Enough is
enough. Aconteceu,
como todos os dias
caem, ele caiu e minhas
mãos estavam amarradas
e eu vi com olhos de
lágrimas.
Agora, se eu pudesse
adormecer…


***

 

Equilíbrio

A distância é um bumerangue
entre nós, eu jogo para fora
e ele bate de volta violentamente,
como os cascos
de cem cavalos
na areia suja.

Eu me lembro de puxar
chiclete entre meus dentes
e querer esticá-lo
mais longe do que o comprimento
do meu braço.

Caminhando naquela linha, fraca, borrachuda
agora é como assistir tu respirar
dentro e fora e esperar
.....pelo silêncio.

 

 

 


 

 

Livro: When now era antes

Autor:
Patrick Holloway

Gênero:
Poemas

Número de Páginas:
170

Formato:
14x21